Onde Dra. Kátia atende? | Exames de Phmetria e Endoscopia | Astronet | Peso e altura | Introdução dos alimentos | Links | Downloads
Mídia RSS Galeria
Quer saber como se faz uma deliciosa Tapioca de coco sem glúten? clique aqui!
   
 
     
Os produtos e serviços das empresas acima são de primeira qualidade! Clique na logo e confira!
   
  Cinema, Teatro,
CD's, DVD's,
Livros, Férias,
Parques...
 
Veja aqui
   
  Mel, Ovo, Papinhas,
Comida da família sem
modificação e etc
 
Veja aqui


O que faz você feliz?
Li uma reportagem interessantíssima que quis dividir com vocês e divagar um pouco.

A pedido da Sociedade Brasileira de Pediatria foi feita uma pesquisa sobre felicidade das crianças. Foi a primeira investigação sobre o assunto. Como assim? Eu pensava que fazer uma pesquisa assim fosse uma questão meio óbvia - afinal, basta ser mãe (ou pai) para nosso primeiro desejo se transformar em : \\\"quero que meus filhos sejam felizes\\\".

Bom, nada melhor que conhecer um pouco a cabeça dessa criançada. E o resultado, não me surpreendeu muito. O que deixa as crianças felizes é ficar perto dos pais, irmãos e avós. Além disso, fazer refeições em família é motivo de alegria para 87% das crianças. O dia do aniversário também é bastante citado.

Por outro lado, o que deixa 71% das crianças tristes é ficar sem os pais, ou, em menor grau, brincar sozinho. E olha que coisa: a bronca não aparece como motivo de tristeza para a criança! Mesmo se fica momentaneamente triste quando é repreendida, a criança se sente inconscientemente protegida.

E o porquê de toda essa conversa de felicidade num blog de Nutrição infantil? Vamos lá: não foi citado na parte de felicidade, comer besteira, comer porcaria, ganhar doce da minha avó...
Não foi citado na parte de triteza: \\\"quando minha mãe me impede de comer salgadinho na hora do jantar\\\". Pelo contrário. A criança quer a companhia das pessoas. Quer a presença. Quer a atenção. Quer comer em família. E se sente protegida e amada quando a mãe, o pai ou os avós o repreendem, sabendo o que é bom pra ela. Quando dizem que agora não é a hora de fazer isso ou aquilo.

Por isso mães, pais, libertem-sem das amarras que os fazem ser um pouco negligentes com a alimentação do pimpolho pensando \\\"tadinho.... ele quer tanto essa bobagenzinha...\\\". Educar é dar o que nossos filhos precisam, e não o que apenas o que eles querem.

Claro que não indico nada radical, só muita responsabilidade para cuidar do que nossos filhos vão comer. Claro que tem a hora do doce e etc. Mas não podemos esquecer dos legumes, verduras...

E aqui vai o meu parabéns especial para as mães dos bebês que resistem a tudo e a todos para manter a alimentação de seu bebê saudável. Por que não é fácil... a história do \\\"tadinho dele, quer experimentar...\\\" vem bombardeado de todos os lados. E elas ficam ali, firmes e fortes, sabendo que estão fazendo o melhor pelos seus filhos, que seus filhos estão felizes. E que a felicidade e a saúde de seus filhos é que importa. As mães que querem e amamentam por mais de uma ano também fazem parte desse grupo, parabéns a vocês!

Karine Durães
Nutricionista infantil.

www.nutricionistainfantil.blogspot.com
Ver MAIS artigos  

Início | Dra. Kátia | Celíacos | Receitas | Artigos e notícias | Dúvidas | Jogos | Dicas | Fale conosco
Exames de Phmetria e Endoscopia | Astronet | Peso e altura | Introdução dos alimentos | Links | Mídia | Downloads | RSS | Galeria

By Designer de Interfaces Kéu Meira Resolução Mínima de 1024 x 768 © Copyright 2007 - 2012 Dra. Kátia Baptista